Rússia vai registrar 1ª vacina contra a Covid-19 próxima semana; vacinação começa em outubro

Boas notícias a vista! O governo russo anunciou que irá conceder o registro para a primeira vacina contra a Covid-19 no dia 12 de agosto. A afirmação partiu do vice-ministro da Saúde do país, Oleg Gridnev.

De acordo com ele, médicos e idosos terão prioridade na imunização.

Há alguns dias, Mikhail Murashko, o ministro da Saúde da Rússia, disse que o programa do governo de vacinação em massa está previsto para começar em outubro. Entretanto, especialistas de outros países vem questionando a velocidade dos ensaios clínicos e a falta de transparência para divulgar os resultados.

O Instituto Gamaleya e o Centro Nacional de Investigação de Epidemiologia e Microbiologia estão trabalhando em uma vacina baseada em adenovírus contra a Covid-19.

Leia também: Fotógrafo registra o momento exato da explosão em Beirute durante ensaio de casamento

“O registro da vacina desenvolvida no Gamaleya Center ocorrerá em 12 de agosto. Agora, o último estágio, o terceiro, está em andamento. Esta parte do teste é extremamente importante. Temos que entender que a vacina em si deve ser segura”, disse Gridnev a jornalistas nesta sexta-feira (7).

Para a aprovação de uma vacina, são necessárias três fases. A última é a mais decisiva, pois é quando se produzem as evidências reais sobre o seu uso contínuo. Com essa constatação, feito em um número maior de participantes, ela pode ou não ser licenciada e liberada para a comercialização em massa.

Até o momento, 164 vacinas estão em diferentes fases de estudo e ao menos nove países já testam vacinas em humanos, conforme relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Desse total, apenas cinco delas estão na Fase 3, como o governo russo afirma que a sua vacina está.

Outra vacina, desenvolvida pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e pela farmacêutica AstraZeneca mostrou-se capaz de induzir a resposta imune tanto por anticorpos como por células T (células do sistema imune capazes de identificar e destruir outras células infectadas) nas fases iniciais. Ela está sendo testada com voluntários, inclusive no Brasil.

Leia também: Cachorra que seria sacrificada após ser atacada com ácido é adotada no Canadá

Matéria escrita por Gabriel Pietro em exclusividade para o Solitary Δ.. Siga-me no Instagram clicando aqui.

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

Essas são as 15 raças de gatos mais populares e suas respectivas origens
Fotógrafo captura como são os olhos de alguns dos animais mais distintos da Terra (25 fotos)
Internautas criam grupo para compartilhar as melhores fotos de doguinhos que encontram na rua
Cachorrinho de rua deita em varanda de família para descansar e acaba sendo resgatado