Jovens desenvolvem pulseira especial que alerta pais surdos quando bebê chora

Quatro alunos do curso de Design do Instituto Mauá de Tecnologia desenvolveram uma tecnologia capaz de alertar pais surdos toda vez que seu filho recém-nascido estiver chorando.

O dispositivo SILENCE faz o alerta por meio de vibrações emitidas por uma pulseira. Artur, Luiz, Carlos e Mateus, desenvolvedores do SILENCE, explicam que a tecnologia envolve duas pulseiras, uma para a criança e outra para os pais – ambas são conectadas via Bluetooth.

Leia também: Brasileiro cria filtro simples e barato para impedir entupimento de bueiros de rua

Toda vez que o bebê chora, a pulseira inserida no seu braço munida de microfones internos detecta uma alta frequência (o choro) e transmite a informação do que está acontecendo para a pulseira dos seus pais, vibrando-as.

Segundo os desenvolvedores, “a vibração é forte o suficiente para acordar os dois (se eles estiverem dormindo) ou apenas avisá-los de que o bebê precisa de atenção”.

“Nossa intenção é que as pulseiras ajudem a fortalecer o vínculo nas famílias que tem pais surdos e também dar mais autonomia para que possam cuidar dos filhos”, conta Artur.

A pulseira também conta com um rastreador GPS que transmite em tempo real a localização da criança para um visor instalado na pulseira do papai e da mamãe.

Leia também: Amigo de infância surpreende noivo ao ir no casamento dele vestido de noiva; veja fotos

“Decidimos incluir o rastreador, porque em uma das palestras que fomos para a comunidade surda, um filho ouvinte de surdos nos contou do dia em que seus pais surdos o perderam no shopping quando era criança. Ele falou sobre a dificuldade que foi para os pais reencontrá-lo porque não encontraram seguranças que falassem libras e não conseguiam pedir ajuda. O GPS poderia ajudar em uma situação como essa”, diz Carlos Peres.

O projeto ainda está em fase de desenvolvimento, mas deve ser lançada em breve no mercado.

Matéria escrita por Gabriel Pietro em exclusividade para o Solitary Δ.. Siga-me no Instagram clicando aqui.

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

Nina, a cadela pinscher fofoqueira que olha a vizinhança através de um cano
Novo vírus da gripe com ‘potencial pandêmico’ é encontrado na China
Leão com câncer em estágio terminal se despede de sua cuidadora: ‘É como uma mãe pra ele’
Sem turistas para incomodar, onça se acostuma a ‘desfilar’ por passarela no Pantanal