Homem viaja até vilarejos remotos de Madagascar e se apaixona pela população local e sua cultura

Madagascar é freqüentemente chamado de oitavo continente porque é uma ilha muito especial. Não apenas seu enorme tamanho, sendo a quinta maior ilha do mundo, mas é única em muitos aspectos.

Um homem teve a sorte de poder explorar algumas das maravilhas naturais de Madagascar e sair do padrão dos roteiros turísticos mais visitados.

Leia Também: Restaurante “mágico” em São Paulo conquista fãs de Harry Potter

Madagascar abriga flora e fauna únicas, em grande parte, endêmicas. Os lêmures são os animais mais conhecidos de Madagascar. Mas existem muitos outros. Aproximadamente 95% dos répteis de Madagascar, 89% de sua vida vegetal e 92% de seus mamíferos não existem em nenhum outro lugar da Terra.

Existem alguns habitats magníficos onde esses animais e plantas vivem.

Localizada na costa leste da África, o clima de Madagascar é tropical ao longo da costa, temperado no interior e árido no sul. A ilha abriga exuberantes florestas tropicais, tropicais secas, planaltos e desertos. São mais de 5.000 quilômetros de costa e ilhas que abrigam alguns dos maiores sistemas de recifes de corais do mundo, além das mais extensas áreas de mangue no Oceano Índico Ocidental.

O povo de Madagascar também é único. Eles são uma mistura de africanos e asiáticos. A onda de colonos mais importante veio da Ásia, chegando aos malaios-indonésios antes do século V dC. A tribo “Highlander Merina”, dominante no local a séculos, ainda é bronzeada. A língua malgaxe é de origem austronésia, e a cultura dos arrozais prova ainda mais as origens asiáticas. O elemento africano é o mais dominante na parte oeste de Madagascar, com pastagens de gado e pessoas mais altas. As savanas ocidentais de Madagascar, por exemplo, se assemelham às da África Oriental.

A vida do povo malgaxe é governada por um sistema de tabus chamado fady. Refere-se a uma ampla gama de proibições culturais. Pessoas, lugares, ações ou objetos podem estar sujeitos, que varia de acordo com a região em Madagascar. Acredita-se que os tabus sejam impostos por poderes sobrenaturais e estão principalmente relacionados ao culto aos ancestrais malgaxes.

Veja mais algumas imagens:

Leia Também: Pastor Alemão viaja de moto com seus pais: ‘Nós criamos um porta-cães na garupa’


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Nina, a cadela pinscher fofoqueira que olha a vizinhança através de um cano
Novo vírus da gripe com ‘potencial pandêmico’ é encontrado na China
Leão com câncer em estágio terminal se despede de sua cuidadora: ‘É como uma mãe pra ele’
Sem turistas para incomodar, onça se acostuma a ‘desfilar’ por passarela no Pantanal