Existem duas coisas insuportáveis: a falsidade e a mentira

Mentiras e falsidades destroem a e os relacionamentos. Contudo, como diversos estudos revelam, essa é uma prática comum, comportamento que também sempre acaba sendo descoberto.

Se há algo que é verdadeiramente lamentável, são as mentiras e as falsidades. Ambas são capazes de destruir tudo em seu redor, de devastar as florestas mais populosas e de derrubar as torres mais altas.

A coisa mais triste sobre a hipocrisia e o engano é que elas geralmente vem daqueles que menos esperamos. Como você pode esperar, tudo isso dói. E muito. Quando eles nos enganam, o pior não são as mentiras em si, mas o que trazem ou levam com elas.

Quando um sentimento tão importante quanto a confiança é quebrado, algo dentro de nós morre. Isso porque as mentiras e as falsidades lançam dúvidas sobre mil verdades, levando-nos a questionar até as experiências que julgávamos mais francas.

“Quem conta uma mentira não sabe que tarefa assumiu, porque será obrigado a inventar mais vinte para manter a certeza da primeira.”
-Alexander Pope-

Uma única mentira muda tudo

Tanto a mentira quanto a falsidade são, em grande parte, uma questão de hábito. Existem muitas pessoas que são hábeis nessa “arte” e que nos mantem enganados de uma forma verdadeiramente surpreendente. Além disso, como aponta o psicólogo Edward de Bono, esse recurso faz parte do comportamento humano, é algo recorrente que quer a gente queira ou não, devemos supor.

Como já sabemos, a mentira habitual pode constituir um sério problema psicológico. Essas pessoas tendem a vender fumaça a qualquer preço para se safar ou, pior, sem nenhum outro incentivo além de trapacear.

Outras vezes, a mentira pode ser “justificada” como um erro de ação, mas não de intenção. É o que costumamos chamar de mentiras inocentes, porque acreditamos que a verdade fará pior do que a mentira .

Há quem defenda que qualquer tipo de mentira se baseia em relações de baixa qualidade, mas a verdade é que o ser humano, às vezes, não sabe valorizar mais as cores além do preto e branco.

Com o tempo tudo é descoberto

Mentiras e falsidades sempre tem uma data de validade, pois precisam de muitas circunstâncias para se sustentar. Isso acaba se tornando em uma espiral de enormes dimensões que o mentiroso não consegue controlar.

Além disso, estudos como o realizado pelos doutores Bella DePaulo e Robert Rosenthal, nos mostram que apenas as personalidades mais maquiavélicas efetivamente mantem mentiras.

Ou seja, quando uma mentira sai da sua boca, você para de controlar grande parte dela. Como se costuma dizer na gíria popular: um mentiroso é pego antes do que um coxo.

No entanto, embora seja muito difícil sustentar uma mentira com o passar do tempo, é muito normal que eles nos mantenham enganados. Podemos ter muitas pistas, mas provavelmente os laços emocionais que mantemos nos cegam.

Mentiras e falsidades, duas feridas profundas na alma

Trair as pessoas que o amam é um dos atos mais detestáveis ​​que o ser humano pode realizar. Sua descoberta é difícil de superar, pois o engano em si mesmo abriga a capacidade de destruir completamente o nosso mundo.

Uma pessoa traída é mais do que uma pessoa magoada. É alguém que saiu correndo do norte, que perdeu a bússola, que não entende, que sente uma confusão e angustia elevadas, que tem que destruir sua ‘casa’, que não sabe onde guardar seus sentimentos e que se acha profundamente estúpido.

É alguém que põe uma placa, que tira os sapatos e se despe, que se sente ridículo. Alguém que tem que começar do zero, reconstruir suas paredes, refazer um caminho difícil e preencher os buracos. E alguém que fica com ferimentos fatais tem que se reanimar e não sabe como.

Cure as feridas que a traição causou

Com o passar do tempo é muito provável que a raiva e o desamparo que sentimos no início se transformem em uma certa pena de tudo que desapareceu, quebrou ou murcha. É nesses momentos que podemos começar a curar nossas feridas e valorizar fortemente a lealdade.

Superar isso leva um tempo, mas para alcançá-lo precisamos nos perdoar e parar de nos torturar pelo que pensamos que poderíamos ter evitado, pelas mentiras e falsidades que nos cercam. Assim poderemos fazer as pazes com o mundo e confiar novamente.

Se em algum momento você se machucou, se na ocasião a mentira e a falsidade pareciam ser a carta de apresentação de todas as pessoas que estavam ao seu redor, não se castigue pensando que todos são iguais, pois fazer isso seria como acreditar que porque você ganhou na loteria um dia e que sempre irá ganhar toda a vez que jogar.

A partir daí, valorize a lealdade tanto quanto desvaloriza a traição. Não se culpe e perdoe, pois a desonestidade é uma grande oportunidade de crescer e escolher melhor aqueles ao seu redor.

Essas são as 15 raças de gatos mais populares e suas respectivas origens
Fotógrafo captura como são os olhos de alguns dos animais mais distintos da Terra (25 fotos)
Internautas criam grupo para compartilhar as melhores fotos de doguinhos que encontram na rua
Cachorrinho de rua deita em varanda de família para descansar e acaba sendo resgatado