Dicas para viajar de maneira sustentável: ‘Porque destruir aquilo que ama?’

Depois de anos à margem, as viagens sustentáveis ​​chegaram à vanguarda da indústria de viagens. As viagens ecológicas são agora um dos movimentos que mais crescem na indústria, sendo extremamente adotados por diversas pessoas ao redor do mundo.

Não há sentido em destruir o que você ama e, cada vez mais as pessoas estão se conscientizando e fazendo viagens que não prejudicam o meio ambiente.

Ser um viajante ecológico é simplesmente ser um viajante respeitoso.

Felizmente, podemos fazer muito como viajantes para reduzir nossa poluição, e ao mesmo tempo, contribuir para a sustentabilidade das comunidades que visitamos.

Aqui estão 7 maneiras concretas de reduzir seu impacto ambiental como viajante:

1. Fique perto de casa

Embora o exótico seja sempre atraente, a viagem não precisa ser feita em algum lugar distante. Viajar é a arte de explorar e descobrir, e isso também pode ser feito perto de casa. Encontre um lugar perto de casa onde você nunca esteve, entre no seu carro (ou, melhor ainda, pegue o ônibus) e visite-o. Você nunca sabe o que vai encontrar!

Leia Também: Você vai querer repensar o que é um problema no trânsito depois de ver essas imagens da Índia

2. Faça escolhas de transporte mais ecológicas

Se puder, tente viajar de trem ou ônibus, isso reduz sua emissão de carbono.

E ao viajar de carro, considere oferecer passeios a outros viajantes para reduzir suas emissões e custos coletivamente. Se você puder, use o gás como combustível, é vantajoso para as duas partes! Isso reduzirá suas emissões de transporte por pessoa pela metade (se não mais) e também é muito mais em conta!

Use plataformas como BlaBlaCar, Couchsurfing e Craigslist para encontrar caronas próximas a você.

3. Viaje devagar

Quando viajamos para o exterior, temos a tendência de nos apressar de um lugar para outro, tentando aproveitar o maior número possível de pontos turísticos.  Afinal, nem todos podem ser nômades permanentes, e quando você tem um tempo limitado e não tem certeza se voltará novamente, é compreensível o por que de viajar tão rapidamente.

No entanto, isso não apenas aumenta seus custos de transporte, porque você está se mudando bastante, mas acaba aumentando sua emissão de carbono. Todos esses trens, ônibus e aviões se somam. Quanto menos você tomar, melhor.

Viajar para menos destinos é bom não apenas para sua carteira e o clima, mas também para as comunidades locais.

(Além disso, a redução da velocidade de suas viagens permitirá conhecer os lugares de maneira mais profunda, pois você passa mais tempo lá. Nas viagens, menos pode ser mais.)

4. Pack Smart

Embora os detalhes dependam de onde você está indo, há algumas coisas que você deseja levar para ajudá-lo a viajar de maneira mais sustentável:

-Garrafa de água reutilizável.
-Filtro de água – muitos destinos não têm água potável, o que significa que você usará toneladas de plástico descartável. Em vez disso, compre um filtro portátil eles existem). Esses dispositivos purificam a água para que você possa beber de praticamente qualquer lugar, evitando garrafas de plástico de uso único.
-Sacola – Se você estiver viajando a longo prazo, traga uma sacola. Você pode usá-la para comprar mantimentos e evitar sacos plásticos. Em outros momentos, eles podem ser usados ​​para manter sua mala organizada.
-Copo de diva – Este é um copo menstrual reutilizável. Embora eu não possa falar por experiência própria, é algo que nossa especialista em viagens solo, sozinha, faz quando ela viaja, pois os produtos menstruais nem sempre estão disponíveis (e também podem ser um desperdício).
-Utensílios – os talheres de viagem (um garfo, faca e colher ou apenas um garfo ou um palito) podem ser úteis se você estiver com um orçamento limitado e planejando cozinhar suas próprias refeições. Mas eles também são úteis para comer na rua e comer fora, pois você pode evitar talheres de plástico.
-Além disso, leve uma Tupperware para as sobras. Sempre há sobras e isso ajuda a evitar desperdícios e fornece alimentos para o dia seguinte. É um truque incrível de viagem que surpreendentemente poucas pessoas fazem uso.

5. Corte as carnes e laticínios

Se você estiver preocupado com o impacto de sua comida, reduzir sua ingestão de carne e laticínios é extremamente útil. Mais de 25% das emissões globais de gases de efeito estufa vêm de alimentos – e a maioria dessas emissões são de produtos de origem animal. Portanto, reduzindo o consumo de carne e laticínios, você reduzirá drasticamente sua pegada de carbono. (Evite a carne bovina brasileira, se puder, pois grande parte vem das terras desmatadas da amazônia. A criação de gado é a principal causa de desmatamento da floresta. O mesmo ocorre com a soja.)

Além disso, nunca foi tão fácil viajar como vegano ou vegetariano, pois existem muitos restaurantes incríveis por aí.

Mesmo se você tirar carne e laticínios de uma refeição por semana, estará movendo a agulha em favor de uma menor pegada de carbono e uma dieta mais ética.

6. Evite atrações animais

Parte da viagem ecológica é ajudar as outras criaturas que habitam sua terra. Isso significa que você deve evitar toda e qualquer atração que use animais selvagens em cativeiro para entretenimento. Os mais comuns são: andar de elefante, nadar com golfinhos, visitar baleias em cativeiro e acariciar tigres (drogados). Essas atividades requerem abuso e prisão de animais, então devem ser evitadas.

Os animais são melhor visualizados em seus habitats naturais. Se você quiser vê-los, faça um safari, caminhada na selva ou passeio de observação de baleias e veja os animais na natureza.

7. Faça uma viagem relacionada à natureza

Viajar é uma das melhores ferramentas de desenvolvimento pessoal que existe. Abre você para um mundo totalmente novo e amplia sua perspectiva de muitas coisas – pessoas, cultura, história, comida e muito mais.

Se você deseja entender e apreciar melhor o mundo natural, tente fazer uma viagem com o único objetivo de se conectar com a natureza. Siga para a Austrália e mergulhe e nade em recifes de corais, visite parques nacionais, acampe no deserto marroquino, fique algumas semanas em uma cidade com pouca ou nenhuma eletricidade, navegue de canoa pelo rio Amazonas ou passe algumas noites sob a estrelas em um campo perto de casa.

Faça algo que faça você entrar em contato com o mundo de uma maneira que não fique sentado em casa com toda a eletricidade e água corrente.

Não é preciso muito para ver que estamos vivendo de maneira insustentável e que algo precisa dar. Entrar em uma aventura na natureza pode fazer com que você pense de forma diferente quando se trata do meio ambiente e como é importante tratá-lo bem.

Leia Também: Conheça as curiosas portas da Índia: ‘Prezam muito pela segurança’


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Nina, a cadela pinscher fofoqueira que olha a vizinhança através de um cano
Novo vírus da gripe com ‘potencial pandêmico’ é encontrado na China
Leão com câncer em estágio terminal se despede de sua cuidadora: ‘É como uma mãe pra ele’
Sem turistas para incomodar, onça se acostuma a ‘desfilar’ por passarela no Pantanal